Home » categoria "noticia"

O CREFITO 16 realizou, nesta sexta-feira (22), mais um módulo do Curso de Capacitação para Responsáveis Técnicos, voltado, nesta oportunidade, para terapeutas ocupacionais. O objetivo é preparar e orientar os profissionais do segmento, visando a garantia e segurança dos serviços direcionados à sociedade maranhense.

A etapa é a segunda de três previstas para o cronograma de 2017. A primeira, ocorrida em maio deste ano, focou na qualificação de fisioterapeutas no âmbito hospitalar. Para o mês de novembro, está previsto outro módulo voltado a fisioterapeutas, com ênfase nos profissionais atuantes em clínicas.

“É um projeto novo do CREFITO 16, que vai continuar e vai ser sistemático. A programação de hoje reflete diretamente a função do responsável técnico, ressaltando pontos como a legislação, também da parte de gestão, do profissional como gestor, o que ele vai precisar saber para gerir o seu serviço de maneira melhor, principalmente focando na qualidade dos serviços prestados à sociedade”, explicou a conselheira efetiva Dra. Louise Aline Gondim.

A programação teve início com a palavra da vice-presidente do CREFITO 16, Dra. Ângela Cecim. Destaque para a presença do vice-presidente do Crefito 3, Dr. Adriano Conrado, que tratou sobre o perfil do responsável técnico e coordenador de serviços, papel das entidades de classe na qualidade da assistência e realidade na terapia ocupacional sobre ferramentas de gestão.

Já a diretora-tesoureira do Crefito 16, Dra. Márcia Rodrigues, abordou o tema “Implicações jurídicas do responsável técnico – Resolução Coffito 139”. Na ocasião, também aconteceram uma oficina de gestão e a mesa redonda “Parâmetros assistenciais: área hospitalar, clínicas, educação e assistência social”, conduzida pelos palestrantes e com participação do Dr. Adriano Cordeiro.

Imagem 1

No próximo sábado (23), o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Maranhão (Crefito 16) irá recepcionar novos profissionais da fisioterapia durante o Café do Acolhimento, no município de Caxias. O encontro vai acontecer no auditório do Hotel Alecrim, a partir das 9h. Representando o Conselho, estarão os conselheiros efetivos Dr. Abidiel Dias e Dra. Louise Aline Gondim, e a agente administrativa Isabella Soriano Pires.

O objetivo do Café de Acolhimento é contribuir com a fase de transição dos recém-formados à vida profissional, familiarizando-os com as ações e projetos do Conselho, desafios da área de atuação, direitos e deveres profissionais, principais aspectos éticos a serem observados e outros temas de interesse da categoria. O evento também vai servir como uma oportunidade de aproximação entre os novos fisioterapeutas e a entidade.

Na data de 21 de setembro, é comemorado o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Instituída por iniciativa de movimentos sociais, em 1982, e oficializada pela Lei nº 11.133, de 14 de julho de 2005, a data foi escolhida para coincidir com o Dia da Árvore, representando o nascimento das reivindicações de cidadania e participação em igualdade de condições.

Dados do último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o país possui 45 milhões de pessoas com deficiência, quase 24% da população. O CREFITO 16, por sua vez, apoia esta causa e trabalha no sentido de fomentar os objetivos preconizados pela data comemorativa, na divulgação da importância da fisioterapia e da terapia ocupacional em prol da qualidade de vida da pessoa com deficiência.

Na terapia ocupacional, atividades lúdicas, artísticas, profissionalizantes, de adequação postural e autocuidado, prescrição de equipamentos e outras medidas viabilizam, aos pacientes, a possibilidade de ter conhecimento de suas limitações e potencialidades, explorando-as.

Com uma avaliação criteriosa do paciente, é possível elaborar planos de reabilitação e adaptação, inclusive lançando-se mão de equipes multidisciplinares.

Já no que tange à fisioterapia, esta pode ser uma aliada para possibilitar maior independência ou conforto à pessoa com deficiência, por ser uma ciência da área da saúde cujo objetivo é preservar, manter ou restaurar as funções de órgãos e sistemas do corpo humano.

Os tipos de tratamentos são os mais variados, a exemplo de fisioterapia neurológica, cinesioterapia, fisioterapia traumato-ortopédica-funcional e fisioterapia respiratória.

O CREFITO 16 é uma das entidades que apoia as Ideias Legislativas que propõem a elevação dos pisos salariais de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. Ambas propostas requerem o reajuste para R$ 4.800,00, por 30 horas de trabalho semanais.

Após ter alcançado 20 mil votos de apoio — atualmente, conta com mais de 37 mil —, a proposta de novo piso dos profissionais da fisioterapia passou a ser uma Sugestão Legislativa, que será debatida no Senado Federal. “Essa profissão é de suma importância para a sociedade e merece ser mais valorizada, pois muitos se dedicam aos estudos por 4 a 5 anos na faculdade, sem contar os anos de pós-graduação, para melhor atender a população. O piso salarial proposto é digno de quem exerce essa profissão, que atualmente é pautada na prática inequívoca de evidências científicas. Por mais valorização e melhores condições de trabalho”, diz o texto no site do Senado.

Mais recente, a dos terapeutas ocupacionais está próxima aos sete mil votos. De acordo com o texto da sugestão em pauta, o pedido foi feito “considerando a importância dessa profissão no cenário Social, da Saúde e da Educação, além da manutenção das condições básicas da vida profissional, pessoal e familiar” dos profissionais da área.

“O Crefito 16 atua politicamente em prol da remuneração condigna dessas áreas, a qual é necessária para o subsídio de uma prática profissional adequada, que ofereça qualidade e segurança aos usuários dos respectivos serviços”, comentou o presidente do Conselho, Fernando Muniz.

Já para o conselheiro da entidade e membro da Comissão de Assuntos Parlamentares (CAP) do COFFITO, Dr. Abidiel Pereira Dias, as respectivas remunerações dessas áreas estáão desatualizadas e as proposta são formas de fortalecer as categorias. “O tema nunca teve a atenção que merece, mesmo com a atuação da CAP. Existe um espaço gritante entre a valorização idealizada e a real valorização social da profissão. Esta é a principal questão”, explica Dr. Abidiel Dias, que também aproveita para ressaltar a importância do máximo possível de assinaturas favoráveis.

As proposta estão disponíveis para votação clicando AQUI (novo piso dos terapeutas ocupacionais) e AQUI (fisioterapeutas).

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Maranhão (Crefito 16) vai marcar presença no I Simpósio Latino-americano de CIF na Prática Profissional, que acontece nesta sexta-feira (15), em Fortaleza (CE). Representando a entidade maranhense, estará a diretora-secretária Letícia Fröhlich Padilha.

Realizado em parceria entre o Conselho Federal (Coffito) e o Crefito 6 (CE), o simpósio tem o objetivo de desmitificar o uso da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde, a CIF, na prática clínica e sua aplicabilidade nos serviços de saúde. No Brasil, ela é utilizada tanto no Sistema Único de Saúde (SUS) como na saúde suplementar e está respaldada pela Resolução 452/2012 do Conselho Nacional de Saúde (CNS).

A CIF está inserida no Sistema Nacional de Informação do SUS, possibilitando o controle, avaliação e regulação para instrumentalizar o gerenciamento das ações e serviços de saúde, em todos os níveis de atenção, além de permitir a geração de indicadores de saúde referentes à funcionalidade humana. Sua principal proposta é viabilizar uma linguagem unificada e padronizada como um sistema de descrição da saúde e de estados relacionados à saúde.

Estão abertas as inscrições para a Semana do Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional, que será promovida pelo Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Maranhão (Crefito 16) durante os dias 9 a 15 de outubro, em comemoração ao dia nacional destas profissões, celebrado em 13 de outubro.

A programação estará em torno de palestras e uma ação social, além da I Corrida de Rua do Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional. Realizada pelo Sindicato de Fisioterapeutas do Maranhão (Sinfisio-MA), com apoio do Crefito 16, a corrida acontecerá no dia 15 de outubro, a partir das 7h, na Avenida Litorânea. O objetivo é incentivar hábitos de vida saudáveis entre os profissionais da área da saúde e demais participantes.

Os inscritos disputarão percursos de cinco e dez quilômetros e as categorias disponíveis são geral (masculina e feminina), de profissionais (fisioterapeuta e terapeuta ocupacional), acadêmicos e pessoas com deficiência. Necessário observar que para se inscrever na categoria profissional, é necessário estar regular adimplente junto ao Crefito 16. As inscrições para a corrida podem ser feitas

As inscrições para a corrida podem ser feitas clicando AQUI.

 

Programação

09/10 – Ciclo de palestras com profissionais na área de fisioterapia.

10/10 – Ciclo de palestras com profissionais na área de terapia ocupacional

13/10 – Ação social na Praça Deodoro (Centro)

15/10 – I Corrida de Rua do Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional

 

A inscrição no evento pode ser realizada por meio de mensagem ao e-mail crefito16@crefito16.gov.br.

Com foco na promoção da saúde e prevenção de doenças, o Coffito participou da Audiência Pública proposta pela Câmara dos Deputados, no dia 5 de setembro, em Brasília, para discutir o Projeto de Lei nº 3.673/2015, que visa criar limites ao peso das mochilas escolares. O diretor-tesoureiro do COFFITO, Dr. Wilen Heil e Silva, em sua fala, lembrou a relevância do projeto, mas salientou a necessidade de adequação à redação da matéria e sugeriu análises que contemplem os diferentes biótipos das crianças, bem como as proporções corretas relacionadas ao peso.

Outro ponto argumentado foi a importância do trabalho do fisioterapeuta na orientação postural e escolha do modelo adequado, levando em consideração critérios ergonômicos. “Precisamos nos preocupar, e muito, com os vícios posturais existentes na adolescência, a fim de evitar deformidades que podem acompanhá-los para o resto da vida, trazendo prejuízos à saúde do indivíduo”, completou.

Os representantes da Sociedade Brasileira de Pediatria e da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia também pautaram suas falas no estudo adequado da proporção do peso à cada criança e na necessidade de orientações relacionadas ao tema, tanto na escola como junto às famílias.

Para o Deputado Federal Onyx Lorenzoni, relator do PL, a lei tinha como objetivo estabelecer, de maneira linear, limites de pesos que possam ser suportados. No entanto, com base nas exposições, tornou-se evidente a necessidade de um estudo muito mais amplo sobre o assunto. Segundo ele, a parceria com entidades será fundamental para criação de uma lei e, até mesmo, de materiais educativos, que trarão inúmeros benefícios às crianças e à saúde brasileira.

Como encaminhamento final, os presentes assumiram o compromisso de responder a dúvidas indagadas pelo parlamentar para que, dessa forma, possam auxiliá-lo na construção de um relatório final.

CAP

Esse PL é acompanhado pela Comissão de Assuntos Parlamentares (CAP) do Coffito, que monitora aproximadamente 200 projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional, direcionados direta ou indiretamente à Fisioterapia ou à Terapia Ocupacional.

(Com informações do G1)

“Não faz sentido algum” a graduação na modalidade educação a distância (EAD) para profissionais de áreas da saúde como “medicina, enfermagem e fisioterapia”. Foi o que afirmou o ministro da Educação, Mendonça Filho, na última semana, durante o lançamento dos dados do Censo da Educação Superior de 2016, na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília.

Segundo dados do levantamento, houve crescimento de 20% no ingresso de estudantes em EAD nos últimos dois anos. “Não dá para treinar um profissional na área de enfermagem, fisioterapia, via educação à distância. Isso é uma coisa que não faz nenhum sentido”, declarou Mendonça Filho.

Para entidades representativas de classe, como o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Maranhão (Crefito 16), a declaração pode significar a conquista de um aliado importante pela valorização da categoria, uma vez que uma eventual mudança na legislação educacional — estabelecendo a integridade da carga horária por EAD em cursos da área da saúde — comprometeria a qualidade de formação dos profissionais do segmento.

“O Crefito 16, assim como o Conselho Federal e os demais conselhos regionais, ele se posicionou completamente contra o sistema de educação a distância na área da saúde, especialmente para fisioterapia. Nós acreditamos que não há como formar fisioterapeutas com qualidade e que vão prestar um serviço de segurança à população na modalidade 100% Ead”, constatou a diretora-secretária do Crefito 16, Letícia Padilha.

“A fisioterapia, além de ter um senso crítico e interpretativo de todas as técnicas que nós vamos executar, precisa muito da questão da prática. E isso o ensino a distância não vai garantir”. Segundo a representante, a entidade tem trabalhado no sentido de mobilizar outros conselhos e coordenações dos cursos de fisioterapia do Maranhão, “para embasar e fortalecer a luta contra o ensino 100% EAD”.

Atualmente, a Portaria nº 1.134/2016 do MEC prevê que as instituições de ensino superior com cursos reconhecidos podem introduzir, na organização pedagógica e curricular de seus cursos de graduação presenciais, a oferta de disciplinas na modalidade a distância, desde que esta oferta não ultrapasse 20% da carga horária total do curso. Ainda de acordo com Letícia Padilha, “esses 20% também podem ser danosos à educação, caso não sejam bem escolhidos. Por exemplo, matérias aplicadas e específicas da fisioterapia não devem ser inclusas neste percentual”, sendo preferível ofertar como EAD disciplinas basais, como metodologia e didática.

Foi prorrogado até o dia 30 de setembro o prazo do segundo lote de inscrições do IV Congresso Nordestino de Fisioterapia Respiratória, Cardiovasculas e em Terapia Intensiva (Conefir) e do II Congresso Nortista de Fisioterapia Respiratória, Cardiovasculas e em Terapia Intensiva (Confir). Os eventos vão acontecer entre os dias 23 e 25 de novembro, no Rio Poty Hotel, em São Luís.

Ambos, que recebem o apoio do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Maranhão (Crefito 16), compõem o maior evento do eixo Norte-Nordeste de realização da Associação Brasileira de Fisioteraia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva (Assobrafir), contando com grandes expoentes do cenário brasileiro na área. O tema durante esta edição será “Compartilhando saberes e experiências para uma assistência de excelência”. Confira a relação dos palestrantes do evento a seguir.

Para acessar a programação completa, efetuar inscrição e ter mais detalhes sobre o IV Conefir e II Confir, clique AQUI.

Conefir confir

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Maranhão (Crefito 16) marcou presença na I Convenção de Sustentabilidade da Fisioterapia no Sistema de Saúde Brasileira, promovida pelo Sistema COFFITO/CREFITOs, ocorrida dias 24 e 25 de agosto, em Brasília. O objetivo do evento foi unir entidades representativas e profissionais para discutir a aplicabilidade do Referencial Nacional de Procedimentos Fisioterapêuticos (RNPF), em contraponto com a fiscalização e a prática profissional.

Leia Mais »

  • seta ir para o topo