Notícias

  • destacada

    22/09/17 Crefito 16 promove Curso de Capacitação para Responsáveis Técnicos terapeutas ocupacionais

    O CREFITO 16 realizou, nesta sexta-feira (22), mais um módulo do Curso de Capacitação para Responsáveis Técnicos, voltado, nesta oportunidade, para terapeutas ocupacionais. O objetivo é preparar e orientar os profissionais do segmento, visando a garantia e segurança dos serviços direcionados à sociedade maranhense.

    A etapa é a segunda de três previstas para o cronograma de 2017. A primeira, ocorrida em maio deste ano, focou na qualificação de fisioterapeutas no âmbito hospitalar. Para o mês de novembro, está previsto outro módulo voltado a fisioterapeutas, com ênfase nos profissionais atuantes em clínicas.

    “É um projeto novo do CREFITO 16, que vai continuar e vai ser sistemático. A programação de hoje reflete diretamente a função do responsável técnico, ressaltando pontos como a legislação, também da parte de gestão, do profissional como gestor, o que ele vai precisar saber para gerir o seu serviço de maneira melhor, principalmente focando na qualidade dos serviços prestados à sociedade”, explicou a conselheira efetiva Dra. Louise Aline Gondim.

    A programação teve início com a palavra da vice-presidente do CREFITO 16, Dra. Ângela Cecim. Destaque para a presença do vice-presidente do Crefito 3, Dr. Adriano Conrado, que tratou sobre o perfil do responsável técnico e coordenador de serviços, papel das entidades de classe na qualidade da assistência e realidade na terapia ocupacional sobre ferramentas de gestão.

    Já a diretora-tesoureira do Crefito 16, Dra. Márcia Rodrigues, abordou o tema “Implicações jurídicas do responsável técnico – Resolução Coffito 139”. Na ocasião, também aconteceram uma oficina de gestão e a mesa redonda “Parâmetros assistenciais: área hospitalar, clínicas, educação e assistência social”, conduzida pelos palestrantes e com participação do Dr. Adriano Cordeiro.

  • 22/09/17 Crefito 16 reúne novos fisioterapeutas no Café de Acolhimento

    No próximo sábado (23), o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Maranhão (Crefito 16) irá recepcionar novos profissionais da fisioterapia durante o Café do Acolhimento, no município de Caxias. O encontro vai acontecer no auditório do Hotel Alecrim, a partir das 9h. Representando o Conselho, estarão os conselheiros efetivos Dr. Abidiel Dias e Dra. Louise Aline Gondim, e a agente administrativa Isabella Soriano Pires.

    O objetivo do Café de Acolhimento é contribuir com a fase de transição dos recém-formados à vida profissional, familiarizando-os com as ações e projetos do Conselho, desafios da área de atuação, direitos e deveres profissionais, principais aspectos éticos a serem observados e outros temas de interesse da categoria. O evento também vai servir como uma oportunidade de aproximação entre os novos fisioterapeutas e a entidade.

  • Fisioterapia pessoa com deficiência

    21/09/17 Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência: como fisioterapia e terapia ocupacional contribuem essa causa

    Na data de 21 de setembro, é comemorado o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Instituída por iniciativa de movimentos sociais, em 1982, e oficializada pela Lei nº 11.133, de 14 de julho de 2005, a data foi escolhida para coincidir com o Dia da Árvore, representando o nascimento das reivindicações de cidadania e participação em igualdade de condições.

    Dados do último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o país possui 45 milhões de pessoas com deficiência, quase 24% da população. O CREFITO 16, por sua vez, apoia esta causa e trabalha no sentido de fomentar os objetivos preconizados pela data comemorativa, na divulgação da importância da fisioterapia e da terapia ocupacional em prol da qualidade de vida da pessoa com deficiência.

    Na terapia ocupacional, atividades lúdicas, artísticas, profissionalizantes, de adequação postural e autocuidado, prescrição de equipamentos e outras medidas viabilizam, aos pacientes, a possibilidade de ter conhecimento de suas limitações e potencialidades, explorando-as.

    Com uma avaliação criteriosa do paciente, é possível elaborar planos de reabilitação e adaptação, inclusive lançando-se mão de equipes multidisciplinares.

    Já no que tange à fisioterapia, esta pode ser uma aliada para possibilitar maior independência ou conforto à pessoa com deficiência, por ser uma ciência da área da saúde cujo objetivo é preservar, manter ou restaurar as funções de órgãos e sistemas do corpo humano.

    Os tipos de tratamentos são os mais variados, a exemplo de fisioterapia neurológica, cinesioterapia, fisioterapia traumato-ortopédica-funcional e fisioterapia respiratória.

  • seta ir para o topo